Devido ao estresse diário pelo qual as pessoas são submetidas, é muito comum que elas sintam dores e incômodos em várias regiões do corpo. Nesse sentido, a fisioterapia é um dos principais aliados no combate a esses sintomas, isso se levarmos em consideração os seus benéficos e seu elevado poder de recuperação.  

Desse modo, hoje falaremos sobre os benefícios da fisioterapia e como ela pode te ajudar a viver uma vida com menos desconfortos. 

Por que a fisioterapia é tão importante no tratamento das dores?

Os fisioterapeutas realizam uma avaliação completa do paciente a fim de identificar a origem das dores enfrentadas por ele. Logo, é traçado um plano de recuperação focado nos sintomas apresentados, visando o fortalecimento da região e principalmente a redução do quadro álgico.

Assim, pode se dizer que o principal objetivo do fisioterapeuta é impedir que novos desconfortos apareçam e evitar que a doença progrida. Além disso, esse profissional é responsável por orientar seus pacientes a realizarem suas atividades diárias de forma adequada e sem que haja sobrecarga excessiva das articulações.

Mas, o que é a dor? 

Primeiramente, é necessário esclarecer que a dor, em muitos casos, é subjetiva. Ou seja, nem sempre o que é dor para um, pode ser dor para o outro. Fora isso, os problemas pelos quais a pessoa está passando, bem como o ambiente no qual ela está inserida, podem diminuir ou aumentar significativamente os sintomas.

Embora a dor seja uma resposta de defesa do organismo, por vezes, ela acaba se manifestando de forma equivocada e exagerada, o que por sua vez pode caracterizar uma doença: a dor crônica. Basicamente, quando o cérebro entende que a dor ainda persiste e não foi resolvida, ele passa a ficar mais sensível aos estímulos da dor, sentindo-a mais intensamente. 

Por fim, a SBED (Associação Internacional para o Estudo da Dor) classifica essa sensação do seguinte modo: “uma experiência sensorial e emocional desagradável, associada a um dano real ou potencial dos tecidos, ou descrita em termos de tal dano”.

Em outras palavras, a dor pode ser considerada uma reação desagradável que pode estar ligada a algum tipo de problema enfrentado pelo organismo.

Qual a diferença entre dor aguda e dor crônica? 

A princípio, a fisioterapia trata dessas duas classes de dor. Mas, você conhece a diferença entre elas? Se a resposta for não, confira a explicação abaixo: 

Dor aguda: geralmente, dores agudas duram pouco tempo e funcionam como uma espécie de alarme. Embora dores menores sejam curadas quase que instantaneamente, em outros casos elas podem ser um indício de algo mais sério acontecendo no seu organismo.

Dor crônica: são caracterizadas como dores crônicas aquelas que perduram por meses – entre 3 a 6 meses para ser mais exato. Em síntese, umas das causas responsáveis por levar a esse quadro é a incapacidade do cérebro em compreender os sinais transmitidos pelas fibras nervosas.

Quais os principais benefícios da fisioterapia?

  • Ajuda a melhorar a amplitude dos movimentos
  • Reduz significativamente os quadros inflamatórios
  • Contribui para a prevenção e tratamento das deformidades articulares 
  • Mantém ou eleva a força muscular
  • Garantir a realização de atividades diárias de maneira independente

Qual o papel da fisioterapia na tecnologia?

Nos últimos anos, a fisioterapia esteve aderindo a diferentes procedimentos tecnológicos com o intuito de aperfeiçoar seus métodos de trabalho e oferecer resultados ainda melhores. Logo, confira alguns dos equipamentos utilizados por profissionais da área para amenizar a dor:

Ultrassom

O ultrassom é um equipamento bastante utilizado por fisioterapeutas, principalmente para minimizar a sensação de dor dos pacientes, seja após uma cirurgia ou um acidente. 

Em suma, o aparelho produz calor na região afetada, permitindo que os desconfortos  possam ser controlados. Por fim, ele também tem efeito anti-inflamatório e ajuda na absorção de nutrientes. 

Laser

O laser é outro equipamento muito utilizado na fisioterapia, e a sua funcionalidade tem aumentado ano após ano. Assim, o aparelho garante a cicatrização mais rápida e diminui o tempo de tratamento através de uma luz amplificada.  

Esse recurso também contribui para o fechamento de feridas pós-cirúrgicas, inflamatórias e  doenças degenerativas. Quando aplicado em pontos-gatilho, o laser proporciona forte alívio das dores, especialmente quando se trata de ligamentos, tendões e músculos.

TENS

A sigla TENS é de origem inglesa e significa Transcutane Electric Nerve Stimulation (Estimulação Nervosa Elétrica Transcutânea). O recurso é usado para gerar estímulos elétricos nos músculos, sendo fortemente recomendado para a redução de dores.  

 A prevenção da dor é possível, mas exige cuidados 

A prevenção da dor, acima de tudo, está diretamente ligada a aspectos emocionais, ergonômicos, físicos e alimentares. Portanto, para se manter bem e permitir que seu corpo trabalhe corretamente, adquira hábitos saudáveis como a prática de exercícios físicos, boa alimentação, postura, alongamento, boas noites de sono e cuidado ao carregar peso.

Segundo o médico José Albrecht: “Pequenos ajustes no dia a dia são capazes de trazer ganhos para a saúde e bem-estar”.  Além disso, José Albrecht afirma que a automedicação não é recomendada, já que pode levar a quadros crônicos devido ao agravamento do processo inflamatório.

E então, gostou do conteúdo? Não se esqueça de deixar um comentário logo abaixo para sabermos o que você achou!