Ainda existem muitas dúvidas a respeito da necessidade de realizar o alongamento antes da prática de exercícios e dos seus benefícios. Além desses fatores, também há uma preocupação se o procedimento deve ser feito antes ou depois de realizar o exercício. 

Portanto, como fazer alongamento da forma correta é algo que principalmente os novatos na prática de atividades físicas acabam se deparando. Mas a resposta para essa pergunta não é tão difícil e, de acordo com estudos e comprovações feitas ao longo dos anos, o alongamento depois traz melhores resultados.

Alongamento antes da atividade previne lesões?

Por muitos anos, a visão que foi cultivada é de realizar o alongamento antes de começar o exercício de fato, mas isso vem mudando. O hábito se estabeleceu como uma crença, principalmente pelo fato de que isso faria com que lesões fossem evitadas.

Mas a realidade não é essa. Várias pesquisas realizadas por especialistas ao longo dos anos mostraram o oposto disso, provando que as lesões podem ocorrer mesmo com alongamento prévio.

Levando em consideração todos esses aspectos e comprovações, é importante saber como fazer alongamento e também em quais momentos. Além de qual tipo é o correto para cada tipo de exercício que se deseja praticar.

Qual a ação do alongamento no corpo?

Para entender os benefícios e assim encontrar a forma correta de realizar o seu alongamento, é preciso entender primeiro o que este procedimento pode fazer com o seu corpo. 

Um exemplo é o alongamento sustentado, onde ao ficar em uma mesma posição durante um determinado tempo, o músculo passa por um processo no qual as fibras musculares são esticadas. Sendo assim, durante esse período, o músculo acaba perdendo a sua força e potência por estar mais alongado.

Ao realizar esse tipo de prática constantemente da mesma forma, dentro de semanas ou meses, seu músculo acabará criando novas fibras e assim passará a ser mais longo.

Logo, considerando essas duas possibilidades durante o processo, a primeira não mostra muita vantagem, pois além de perder a força e potência não trará benefícios notáveis. Já a segunda mostra que com o tempo e com músculos mais longos, a tendência de sofrer lesões será menor.

Como fazer alongamento e em que momento?

Portanto, considerando todos esses detalhes que podem beneficiar ou então prejudicar a longo prazo os seus músculos e práticas de atividades, é possível entender com maior clareza como realizar esse procedimento e em que momento isso será mais saudável para o seu corpo.

Dê preferência para realizar o alongamento após finalizar a sua atividade física, seja ela qual for. Ou então realize esse processo em outro momento do seu dia. É importante que o alongamento seja feito todos os dias para garantir que seu músculo se acostume com o processo.

A forma ideal de manter um bom alongamento ao longo dos dias é manter o seu corpo pelo menos 1 minuto em cada posição que for realizada. Isso fará com que o músculo se acostume e comece a se alongar da forma desejada.

Um ponto importante de como fazer alongamento é focar sempre nos grupos musculares maiores. Mas lembre-se que isso deve ter ligação com o tipo de atividade que você pratica. Para os que realizam atividades como corridas,  um bom exemplo seriam as coxas e pernas.

Dessa maneira, o seu músculo terá maior resistência e com o tempo as atividades ficarão ainda mais confortáveis de serem praticadas. Com isso em mente, atente-se sempre ao sentir dores articulares ao realizar o alongamento. Esse pode ser um sinal de que algo está errado e precisa ser verificado.

Por fim, para garantir maior conforto durante a prática de alongamento, assim como de exercícios, é necessário contar com uma roupa que forneça isso, que não seja apertada ou então que dificulte a circulação.

Quais são os tipos de alongamento?

Como pontuado, existem vários tipos de alongamentos para diferentes práticas. Portanto, para se adequar ao seu tipo de atividade física, é importante entender quais os tipos e como fazer alongamento corretamente poderá mudar os seus exercícios diários. 

Vale ressaltar que cada  alongamento é direcionado para uma situação específica e até mesmo para limitações de cada grupo de pessoas. Ou seja, movimentos mais simples acabam sendo melhores para os novatos, para que com o tempo consigam avançar para outros tipos.

Dentre as formas de alongamento mais comuns e que podem ser realizadas por qualquer pessoa, podemos citar o estático, facilitação neuromuscular proprioceptiva, específico, ativo-assistido e o passivo.

Quais são os benefícios do alongamento?

Além de alongar as fibras, com o tempo o alongamento pode trazer muitos outros benefícios à sua vida e transformar as suas atividades físicas em algo ainda mais prazeroso e eficiente.

Um dos benefícios notáveis com a prática do alongamento diário é a melhora da postura. Os músculos tensos trazem muitos malefícios à saúde e um dos principais é a má postura, que pode trazer ainda outros problemas como contraturas musculares.

Outro fator a ser destacado é que com o tempo, a prática de alongamento faz com que haja maior amplitude de movimentos, evitando uma perda de função muscular, algo que é comum com o passar dos anos à medida que se envelhece.

E então, o que achou deste conteúdo? Caso tenha gostado, não se esqueça de visitar o nosso site e conferir outros artigos iguais a esse!